[home]        

 


[papers]

         

[about]

[cv]

[university]

[research gate]

[scholar]

[orcid]

[books]

[papers]

[
research]

[references]

[research group]

[blog]

[contact]

[in press]

 

[66] Oliveira, K. S., Torres, T., & Bendassolli, P. F. Apreensão das zonas de sentido da atividade de trabalho da diarista. Revista de Psicologia da UFC.

[65] Paulino, D. S., & Bendassolli, P. F. Significado do trabalho e busca de emprego para jovens nem-nem. Avances en Psicologia Latinoamericana.

[64] Paiva, J. C. M., & Bendassolli, P. F. Políticas sociais de inclusão social para pessoas com deficiência. Psicologia em Revista.

[63] Pinheiro, R. A., Bendassolli, P. F., & Borges, L. de O. Inventário de significado do trabalho: explorando evidências de validade no setor de edificações. Estudos e Pesquisas em Psicologia.

 

[Attention]
By placing the cursor over the title of the paper, you will see the paper abstract.

[2017]

[62] Bendassolli, P. F., & Tadeo, L. (2017). The meaning of work and cultural psychology: Ideas for new directions. Culture & Psychology.

[61] Alves, J. S. C., Bendassolli, P. F., & Gondim, S. M. G. (2017). Trabalho emocional como preditor de burnout entre policiais militares. Avances en Psicologia Latinoamericana, 35(3), 459-472.

[60] Makhamid, Y. M., & Bendassolli, P. F. (2017). Evidências de validade de um inventário de competências empreendedoras para empresários juniores. Psico-USF, 22(2), 285-297.

[59] Macedo, L. S. S., Torres, T. L., & Bendassolli, P. F. (2017). Representações sociais da aposentadoria e intenção de continuar trabalhando [Social representation of retirement and intention of continue working]. Psicologia & Sociedade, 29, e145010.

[58] Bendassolli, P. F. (2017). Emptiness and work: A meaning-making perspective. Integrative Psychological & Behavioral Science. [Online First]


[2016]

[57] Bendassolli, P. F. (2016). Work and culture: approaching cultural and work psychology. Culture & Psychology [Online First]

[56] Bendassolli, P. F., Borges-Andrade, J. E., Gondim, S. M. G., & Makhamid, Y. M. (2016) Performance, self-regulation, and competencies of entrepreneurs in Brazilian creative industries. Psicologia: Teoria e Pesquisa, 32(nesp), 1-9..

[55] Gondim, S. M. G., Bendassolli, P. F., Coelho Jr., F. A., & Pereira, M. E. (2016). Explanatory models for work and organizational phenomena: epistemological, theoretical, and methodological issues. Revista Psicologia: Organizações e Trabalho, 16(4), 316-323.

[54] Bendassolli, P. F., & Gondim, S. M. (2016). Cliniques du travail et réalisme critique : dialogues et implications. Nouvelle revue de psychosociologie, 21(1), 131-142.

[53] Bendassolli, P. F., Coelho-Lima, F., Pinheiro, R. de A., & Ge, P. C. de S. (2016).  Meaning of work in short-term unemployment. Psicologia: Teoria e Pesquisa, 32(1), 123-132.

[52] Pisapia, T. C., Wood Jr., T., & Bendassolli, P. F. (2016). Boundaryless careers in a large Brazilian financial institution. Temas em Psicologia, 24(1), 295-311.

[51] Bendassolli, P. F., Borges-Andrade, J. E., & Gondim, S. M. (2016). Self-control, self-management and entrepreneurship in Brazilian creative industries. Paidéia, 26(63), 25-33.


[2015]

[50] Reis, J., Hazin, I., Falcão, J., Meira, L., Bendassolli, P. F., Guerra, A. L. B., Falcão, T., Gomes, A. Oliveira, M., & Rego, J. I. (2015). Development and Results of an Instrument to Search for  Competences and Abilities in Information Technology. Creative Education, 06, 2384-2396.

[49] Bendassolli, P. F., Coelho-Lima, F., Carlotto, M. S., Nussle, F. S., & Ferreira, I. M. (2015). Estratégias utilizadas pelos trabalhadores para enfrentar o desemprego (Coping strategies used by workers to face unemployment). Revista Colombiana de Psicología, 24(2), 347-362.

[48] Ramos, L. M. & Bendassolli, P. F. (2015). Mapeamento dos profissionais de recursos humanos da grande Natal (Survey of human resources professionals of Natal/RN-Brazil). Revista Eletrônica Mestrado em Administração, 7(1), 55-65.

[47] Bendassolli, P. F., Gondim, S. M. G., & Coelho-Lima, F. (2015). Attributions of causes for unemployment by unemployed workers. Análise Psicológica, 33(2), 165-176.

[46] Bendassolli, P. F., & Coelho-Lima, F. (2015). Psicologia e trabalho informal: a perspectiva dos processos de significação. (Psychology and informal work: the meaning-making perspective). Psicologia e Sociedade, 27(2), 382-392.

[45] Bendassolli, P. F., Borges-Andrade, J. E., Alves, J. S. C., & Torres, T. de L. (2015). Meaningful Work Scale in creative industries: A confirmatory factor analysis. Psico-USF, 20(1), 1-12.

[44] Paiva, J. C. M., Bendassolli, P. F., & Torres, C. C. (2015). Sentidos e significados do trabalho: dos impedimentos às possibilidades do trabalho de pessoas com deficiências (Sense and meanings of work: the impediments and the job possibilities for people with disabilities). Estudos e Pesquisas em Psicologia, 15(1), 218-239.

[43] Bendassolli, P. F., & Borges-Andrade, J. E. (2015). Meaning, meaningfulness, and tensions in artistic work. Revista Psicologia: Organizações e Trabalho, 15(1), 71-81.

[42] Bendassolli, P. F., Coelho-Lima, F., Pinheiro, R. de A., & Ge, P. C. de S. (2015). The Brazilian scientific production on sense and meaning of work: reviewing terminological use and current thematic classifications. Avances en Psicología Latinoamericana, 33(2), 203-221.


[2014]

[41] Torres, T. L., Bendassolli, P. F., Lima, A. T., Freitas, J. P. R. S., & Lima, B. G. (2014). Representações sociais do mal-estar no trabalho para professores-gestores (Social representation of work discontent to professors as managers). Revista Subjetividades, 14(2), 328-337.

[40] Coelho-Lima, F., Bendassolli, P. F., & Yamamoto, O. H. (2014). Características da psicologia do trabalho e das organizações na formação do psicólogo no Brasil (Work and organizational psychology’s characteristics in the Brazilian undergraduate education in psychology). Psico (PUC-RS), 45(4), 445-453.

[39] Gondim, S. M. G., & Bendassolli, P. F. (2014). The use of the qualitative content analysis in psychology: a critical review. Psicologia em Estudo, 19(2), 191-199.

[38] Bendassolli, P. F. , Alves, J. S. C., & Torres, C. C. (2014). Inventário sobre significado do trabalho de profissionais de indústrias criativas (Validity characteristics of a meaning of work inventory in creative industries). Avaliação Psicológica, 13(2), 177-186.

[37] Bendassolli, P. F. (2014). Reconsidering theoretical naïveté in psychological qualitative research. Social Science Information, 53(2), 163-179.

[36] Bendassolli, P. F., & Gondim, S. M. (2014). Significados, sentidos e função psicológica do trabalho: Discutindo essa tríade conceitual e seus desafios metodológicos (Meaning, meaningfulness and psychological function of work: Discussing this conceptual triad and its methodological challenges). Avances en Psicologia Latinoamericana, 32(1),131-147.


[2013]

[35] Bendassolli, P. F., & Borges-Andrade, J. E. (2013a). Meaningfulness in Work in Brazilian and French Creative Industries. The Spanish Journal of Psychology, 16, E109.

[34] Bendassolli, P. F., & Borges-Andrade, J. E. (2013b). Desempenho empreendedor nas indústrias criativas: propondo um modelo teórico (Entrepreneurial performance in creative industries: proposing a theoretical model). Temas em Psicologia, 21(1), 105-120.

[33] Bendassolli, P. F. (2013). Theory building in qualitative research: reconsidering the problem of induction. Forum Qualitative Sozialforschung, 14, 1-20.

[32] França, L. H. F. P., Bendassolli, P. F. ; Meneses, G. S. ; Macedo, L. S. S. (2013). Aposentar-se ou continuar trabalhando?: O que influencia essa decisão? (Retire or continue working? what influences this decision?). Psicologia: Ciência e Profissão, 33, 548-563.

[31] Ramos, L. M., & Bendassolli, P. F. (2013). Trajetórias de carreira: narrativas dos profissionais de recursos humanos (Career paths: narratives of human resources professionals). Revista de Psicologia da UFC, 4(2), 61-74.

[30] Bendassolli, P. F., & Falcão, R. T. da R. (2013).  Psicologia social do trabalho sujo: revendo conceitos e pensando em possibilidades teóricas para a agenda da psicologia nos contextos de trabalho (Social psychology of the dirty work: reconsidering concepts and suggesting theoretical possibilities to the psychology’s agenda in work contexts). Universitas Psychologica, 12(4),1153-1166.

[29] Coelho-Lima, F., Costa, A. L. F., & Bendassolli, P. F. (2013). A produção científica da Psicologia brasileira acerca do desemprego (The scientific production of Brazilian psychology about unemployment). Universitas Psychologica,12(4), 1283-1299.


[2012]

[28] Bendassolli P. F., & Borges-Andrade, J. E. (2012). Representações e estratégias identitárias na experiência do artista (Identity representations and strategies in the artist's experience). Psicologia & Sociedade, 24, 607-618.

[27] Bendassolli, P. F., & Wood Jr. T. (2012). Career boundaries in the arts in Brazil: An exploratory study. The Qualitative Report,17, 1-27.

[26] Bendassolli, P. F. (2012). Psicologia do trabalho como psicologia da ação: O aporte das teorias da atividade (Work psychology as action psychology: The activity theories contribution). Psico (PUCRS), 43, 341-349,.

[25] Bendassolli, P. F. (2012). Reconhecimento no trabalho: perspectivas e questões contemporâneas (Recognition at work: contemporary views and contemporary issues). Psicologia em Estudo, 17, 37-46.

[24] Bendassolli, P. F. (2012). Desempenho no trabalho: Revisão da literatura (Job performance: An overview of literature). Psicologia Argumento, 30, 171-186.


[2011]

[23] Bendassolli, P. F., & Soboll, L. A. P. (2011). Clínicas do trabalho: filiações, premissas e desafios (Work clinics: affiliations, assumptions and challeng). Cadernos de Psicologia Social do Trabalho, 14, 59-72.

[22] Bendassolli, P. F. (2011). Mal-estar no trabalho: do sofrimento ao poder de agir (Malaise in work: From suffering to the power of action). Revista Mal-Estar e Subjetividade, 10, 63-98.

[21] Bendassolli, P. F., & Borges-Andrade, J. E. (2011). Significado do trabalho nas indústrias criativas (Meaning of work in creative industries). RAE, 51, 143-159.

[20] Bendassolli, P. F. (2011). Crítica às apropriações psicológicas do trabalho (Critique to the psychological appropriations of work). Psicologia e Sociedade, 23, 75-84.


[2010]

[19] Bendassolli, P. F., & Wood Jr., T. (2010). O paradoxo de Mozart: carreiras nas indústrias criativas (The Mozart Paradox: careers in creative industries). Organizações & Sociedade, 17, 259-277.

[18] Bendassolli, P. F., & Borges-Andrade, J. E., & Malvezzi, S. (2010). Paradigmas, eixos temáticos e tensões na PTO no Brasil (Work and organizational psychology paradigms, thematic streams and tensions in Brazil). Estudos de Psicologia (UFRN), 15,  281-289.


[2009]

[17] Serafim, M. C., & Bendassolli, P. F. (2009). A redução da dimensão ética nas organizações (The loss of the individual’s ethical capacity in the organizations). Revista Portuguesa e Brasileira de Gestão (Lisboa), 8, 46-54.

[16] Costa, F. T. B., & Bendassolli, P. F. (2009). Significando práticas e praticando significações. Revista de Psicologia da UNESP, 8, 95-198.

[15] Wood Jr., T., Bendassolli, P. F., Kirschbaum, C., & Cunha, M. P. E. (2009a). Fórum Indústrias criativas. RAE, 49, 8-9.

[14] Wood Jr., T., Bendassolli, P. F., Kirschbaum, C., & Cunha, M. P. E. (2009b). Indústrias criativas: definição, limites e possibilidades (Creative industries: definition, limits and possibilities). RAE, 49,10-18.

[13] Bendassolli, P. F. (2009). Recomposição da relação sujeito-trabalho nos modelos emergentes de carreira (Reconstruction of the subject-work relationship in the emerging models of career). RAE. 49, 387-400.


[2007]

[12] Valente, R., Serafim, M. C., Aquino, M. A., & Bendassolli, P. F. (2007). Gestão de organizações culturais. RAE 47, 1-5.


[2002]

[11] Bendassolli, P. F. (2002). Cooperar para competir ou competir para cooperar?. Cadernos de Psicologia Social do Trabalho, 5, 57-61.

[10] Bendassolli, P. F. (2002). A psicologia revisitada pela pragmática: subjetividade, conhecimento e método. Psicologia: Reflexão e Crítica, 15, 309-319.


[2001]

[9] Bendassolli, P. F. (2001). O vocabulário da habilidade e da competência: algumas considerações neopragmáticas. Cadernos de Psicologia Social do Trabalho, 3-4, 65-76.

[8] Bendassolli, P. F. (2001). Percepção do corpo, medo da morte, religião e doação de órgãos. Psicologia: Reflexão e Crítica,14, 225-240.

[7] Bendassolli, P. F. (2000). Artesães da própria performance: Indivíduo, trabalho e educação em época de mudanças. Marketing Industrial, 17, 40-47.


[2000]

[6] Bendassolli, P. F. (2000). Recursos Humanos e a Questão da Subjetividade: Elos de uma Coexistência Possível. Transversal, 1(1), 65-104.

[5] Bendassolli, P. F. (2000). Do lugar do corpo ao não-lugar da doação de órgãos. Psicologia: Reflexão e Crítica,13,143-157.

[4] Bendassolli, P. F. (2000). Público, privado e o indivíduo no novo capitalismo. Tempo Social, 12, 203-236.


[1999]

[3] Nascimento, E. C., Guimarães, J. L., Silva, N. P., & Bendassolli, P. F. (1999). A evasão escolar no curso de graduação em psicologia da Unesp de Assis. Revista Vertentes (Assis), 5, 39-47.


[1998]

[2] Bendassolli, P. F. (1998). Doação de órgãos: meu corpo, minha sociedade. Psicologia: Reflexão e Crítica, 11, p. 71-92.


[1997]

[1] Bendassolli, P. F. (1997). Doação de Órgãos: Elementos para uma Reflexão. Perfil (Assis), 10, 103-114.

 


[textos de disseminação - GVexecutivo]

 

1. Saúde e trabalho podem caminhar juntos?

2. A importância de mentir

3. O ano mil

4. A ilusão biográfica

5. Felicidade e trabalho

6. Bebezões a bordo

7. RH e tédio

8. Carreiras anticoncepcionais

9. Carreira sem gravidade

10. Foco interno

11. A cultura da performance

12. Cinco décadas de RH

13. Chega de diversão!

14. Afeto sob controle

 


[resenhas, entrevistas, colunas, indicações de leitura, pensatas, etc.]
Acesse aqui